Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 11 - "I Only Have Eyes For U"

Capítulo 11 - I Only Have Eyes For U

 

Após umas semanas à experiência, deram a oportunidade de Liam servir às mesas. A noite começou por volta das 23 horas, quando ficou encarregue de um grupo de mulheres, celebrando o aniversário de uma. Estavam animadas e doidas ficaram quando viram que era Liam a servi-las. Mais parecia uma despedida de solteira. A música, as luzes, o convívio - frenético. Elas dançavam, chamando cada vez mais a atenção de Liam, acabando por se juntar à brincadeira, e perdendo alguma roupa pelo caminho. Apalpões, piropos, beijos e muito dinheiro à mistura foi assim a noite de Liam.

De cima, o patrão acenava com olhar aprovador. Os restantes clientes e empregados também estavam divertidos. À excepção de Alison, nada satisfeita. Estava na caixa, aborrecida.

Foi a primeira a sair do turno, e ainda pode ouvir os colegas a felicitarem Liam pela noite produtiva que teve. Revirava os olhos a cada comentário infeliz que ouvia. 

- Olá, miúda - Saudou Liam, sentando-se no banco ao lado da rapariga que se calçava.

Assim que Liam se sentou, ao seu lado, apressou-se a calçar. Depois, vestiu o blusão e antes de sair despediu-se friamente: - Adeus.

Liam soltou um riso, percebeu logo que algo estava diferente. 

Enfiou rapidamente a sua sweatshirt, pegou na sua mochila, despediu-se dos colegas, ainda falando sobre a noite e saiu. Apressou o passo entre as cadeiras do bar, agora vazio e escuro, com a esperança de apanhar a rapariga.

Como é que Alison não percebia que ele só tinha olhos para ela?

Quando chegou cá fora, viu-a junto ao seu carro, com o capô aberto e a luz do telemóvel a fazer de lanterna.

 

***

juliannehough, footloose, and kennywormald image

- Precisas de ajuda?

Negou e continuou a mexer no motor. Não compreendia que problema tinha o carro, mas pedir ajuda a Liam não estava nos seus planos. Incomodada com os olhares, não parando com os mesmos, disse novamente: - Adeus...

- O que é que tens?

- Um carro que não funciona.

- Tu estás com ciúmes, miúda, mas não vale a pena... 

- Não? Vamos fazer o ponto da situação: na semana passada quase que me fazias um pedido de casamento todo lamechas e hoje estavas praticamente nu em cima daquelas raparigas a transbordar hormonas...

Ele aproximou-se dela, encostando-a cada vez mais ao carro. Sentiu um arrepio subindo-lhe a espinha. Não conseguiu terminar a frase nem afastar-se. Liam questionou: - Estou a deixar-te nervosa?

- Vais beijar-me? - Era incrível como as suas respostas diretas o faziam rir.

- Não.

- Queres beijar-me? - Lentamente o moreno afastou-se. Talvez ele tivesse ficado nervoso agora. A voz não lhe faltou: - Então, não.

- Tu és engraçada, miúda - Disse finalmente. Olhou-a e depois olhou o motor. Era evidente o que tinha acontecido. - Deixas-te as luzes acesas?

- Merda - Suspirou, acabando por dar o braço a torcer. - Deixei.

Ele riu-se e abriu o seu carro. Alison continuava a olhar para o motor, como se por milagre percebesse de carros. Só sabia que no dia seguinte iria ter bateria para o carro funcionar.

- Eu deixo-te em casa.

- Queria tanto dispensar... - Desabafou ironicamente, entrando no carro de Liam.

Ele arrancou de seguida olhando-a de vez em quando. Vinte minutos depois chegaram, dado que não havia transito. Para surpresa, Dave e Chad conversavam junto à garagem. Óbvio que lançaram uns olhares nada simpáticos, mas isso não intimidou Liam.

- Ele está zangado comigo, não contigo. Nunca perdoou o erro que cometi, daí estar a proteger-te. Garanto-te, Alison, eu tenho vários defeitos, mas sou um bom condutor. Não voltei a sobrevalorizar as minhas capacidades. O teu irmão pode falar o que quiser, mas isso, já não é o meu drama. Não é a minha cena. Não é a minha história.

Ela assentiu. - Ele está apenas... a ser um irmão, acho eu. No outro dia armou-se em parvo... Só dizia "andas a encontrar-te com o Liam e não dizes nada". 

- E o que disseste?

- Lamentei o facto de não o ter convidado.

Cruzaram olhares e desataram a rir. Depois, Liam ficou pensativo. - Foi o Dave que lhe disse.

- Eu sei. 

Alison era uma boa rapariga, apesar de, tal como Javier afirmar, saber pouco dela. Ela sabia que tinha sido Dave a contar a Chad, mas não lhe disse. Portanto, isso deve dizer algo da pessoa, certo?

Ela saiu do carro, e antes de fechar a porta, disse: - Por favor, toma um banho. Consigo sentir as hormonas sexuais em pulgas das tuas queridas fãs...

- CIÚMES!!!

Alison ainda ouviu quando caminhava no passeio. 

 

Para compensar o anterior, aqui temos um capítulo mais descontraído!

Será assim tão evidente que o Liam só tem olhos para Alison?

Espero que tenham gostado 😆

 

um beijinho,

Annie 

6 comentários

Comentar post