Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 15 - "Picture this."

Capítulo 15 - "Picture This."

 

- G-Morning! - Saudou Ashley entrando na casa-de-banho feminina. Olhou ao espelho fazendo uma cara séria, retirando de seguida a boina. O seu cabelo estava todo embaraçado naquela manhã. Não parava de chover à quase 2 semanas e para piorar a situação, o frio tinha vindo para ficar - Dá para acreditar que tenho de saber a vida e carreira de Sophia Loren toda para amanhã? É uma tortura, nem sequer vi La ciociara. Estou tramada! - Olhou finalmente para Andie arregalando os olhos e bruscamente puxando-lhe a cara. - O que é isto? 

- Foi um pequeno incidente - Explicou. Puxou um corretor da mala e começou a aplicar - Um fotografo qualquer estava lá fora a tirar fotografias e eu aproximei-me dele, pedi-lhe delicadamente que apagasse as minhas. Começámos a discutir e apareceu o Ethan, que já estava aborrecido, sabe Deus porquê. Como ele recusou, tentei tirar-lhe a máquina. O Ethan começou a gritar com ele, eu caí e quando demos conta, a máquina já estava partida. - Ashley voltou a olhar para o rosto de Andie tirando-lhe o corretor.

- Eu ajudo-te - Andie sorriu como forma de agradecimento. Era o mínimo que podia fazer depois daquela noite infernal, que acabou por passar no apartamento de Andie. - Vou sair até ao final da próxima semana.

- What? Fica por cá, o Robert está a gravar e assim ficamos acompanhadas! - Ashley terminou e guardou o corretor no estojo de maquilhagem da amiga. - Estás a ser dura em não falar com eles. A ideia foi minha.

- Andie, tu podes ter tido a ideia, mas não a puseste em prática. Eles mentiram-me, falsificaram a minha assinatura... - Encolheu os ombros desiludida. - De qualquer forma, vou sair. É o teu ninho do amor.

- Vais para onde? - Ashley retocou o batom e fechou a mala. Andie tinha razão. Não tinha para onde ir, mas não queria ser um fardo. - Fica lá por casa. O Robert não se vai importar.

- Tu és uma amiga fantástica, sabias? - Confessou. Não era boa com amizades, mas estava a esforçar-se para esta, certamente improvável. - É raro encontrar alguém com eupatia para uma loira, como eu - Virou-se para o espelho, olhou para o seu reflexo após ajeitar a boina. A sua vida estava a dar tantas voltas que a assustava. A companheira perguntou-lhe no que estava a pensar. Virou-se calmamente para a amiga e com um sorriso comprometedor limitou as hipóteses. - Tea com vodka... Tu e eu, depois das aulas!

Ambas riram, até que ouviram o segundo toque para a entrada. Andie pegou na mala e, ainda com um grande sorriso, dirigiu-se para o anfiteatro.

 

***

Zac

- Fiquei retido no estúdio, desculpem! - Aproximou-se Robert, tirou a gabardina, puxou uma cadeira e sentou-se. Atrasado, como sempre. 

- Vou oferecer-te um relógio! - Revirou os olhos e os três riram. - Bom, é hora de felicitar aqui a nossa amiga! 

- Fiz o último exame de admissão e fui aceite. Entrei na University of California. - Encolheu os ombros com um grande sorriso. Surpreso, Robert arregalou os olhos abraçando a amiga. Que boa notícia. Mas não se reuniram para voltar a falar de exames. Tinham algo mais importante que os juntara, de novo. Claire decidiu fazer as honras. - Eu adoro a Andie, mas vocês viram os jornais? Acreditam no que dizem?

- Isso não significa nada, só porque... - O empregado aproximou-se e Robert pediu um café. - Só porque o Patrick foi suspenso da Universidade, não quer dizer que a Andie tenha algo a ver com isso.

- Eu não acredito - Zac tomou a sua posição. - Ela não faria algo que a prejudicasse, nem traísse o Robert ou a nossa amizade.

- Nós apenas sabemos que ela tencionava pregar um "susto", não sabemos o quê, e sabemos que o Patrick foi suspenso por dormir com alunas. - Claire estava determinada em saber o que se passou. - Talvez ela tenha sido uma delas. - Mostrou uma sms a Zac, igual à que Robert recebera também.

"Todos cometem erros. Quando chegar a vez da ruiva, eu ocuparei o seu lugar.

Lembrem-se disso.

Megan."

Zac franziu a sobrancelha irritado. - Está desatualizada e errada. O cabelo da Andie estava encarnado, não laranja. E já não está.

Mas Claire mostrou-se persistente. - A sério Rob, temos de descobrir o que se passou.

- Que estás a insinuar? - A rapariga não respondeu, desviando o olhar - Eu e o Zac fomos os primeiros a tomar consciência da gravidade da situação, isso é o primeiro ponto. Quando a Andie regressou de Seattle é que eu lhe contei, portanto... não faz sentido.

- Talvez ela já desconfiasse ou então, fê-lo apenas porque sim.

- Sabem uma coisa? Toda esta conversa, enoja-me - Olhou ao seu café, já não tinha vontade. Em vez disso, retirou um cigarro do maço que estava em cima da mesa. - Ela não é "má".

- Eu acho que a nossa primeira resposta está ao nosso lado. 

Os três amigos olharam para o outro lado da estrada onde estava Ryan, junto ao carro de Andie, a limpar os vidros. Levantaram-se, pegaram no guarda-chuva e saíram do café, dirigiram-se até lá, mas antes das típicas saudações Zac entreviu, desejando dar meia volta: - Ele é porreiro, de certeza que não sabe de nada!

- Desde quando te dás com ele?

- Falámos várias vezes, está longe da família e...

Claire interrompeu: - Não quero saber! Ele sabe coisas, eu sinto-o. - Os rapazes trocaram olhares. - Bom dia!

- Tu acompanhaste a Andie a Seattle, o que fez ela? - Perguntou Robert sério. - Como tratou ela do assunto?

- Estás no carro dela porquê?

- Bons dias, Cameron. - Foi a vez de Zac, muito sublime.

Ryan rapidamente se apercebeu da situação, mas não se deixou intimidar. Soltou um "Hey, Zac" enquanto metia a chave. Entrou e abriu o vidro, falando suficientemente alto. - Se vierem um dia a saber, será por ela, por mim nãoEla está na Academia, foi com a Ashley. Precisei do seu carro, afinal... o que é dela, é meu. - Meteu o carro a trabalhar.

 

***

- Claro, desculpa! - Zac tentou acalmar a situação, mas Ryan ainda tinha algo a dizer.

- Se são amigos dela, não cochichem. Façam como eu, posso não concordar, mas apoio.

- Espera! - Robert debruçou-se no vidro, quando ouviu a embriaguem. - Não concordas?

- Já agora, cuidado com este tempo, pode ser muito matreiro. - Os amigos afastaram-se do carro que arrancou de seguida. Estaria Ryan a ameaça-los?

- Para além de ter sido sinistro... Acho que vou perder o meu mais recente amigo. - Desabafou Zac.

A verdade virá ao de cima, one way or another.

- Ela está a morar connosco. A Ashley - Ficaram admirados. Caminharam até ao carro de Robert. - Eu estou comprometido com a Andie. Confio nela, portanto não quero saber. - Até porque se houvesse algo para se saber, a rapariga tinha certamente partilhado antecipadamente.

Aprendera com ela a confiar. De todas as situações que houveram, ela não fez perguntas, limitou-se a confiar. Agora era a vez dele, mas não conseguira deixar de pensar nas palavras de Ryan ou simplesmente nas palavras de Claire ao tentar virá-lo contra a namorada.

Ou talvez tudo isto seja fruto da imaginação e tenha outro significado.

Esperemos que sim.

 

 

Bom ano para todos os leitores de "Tower of Writting"!!

O regresso às aulas está marcado para amanhã e, como tal, será mais complicado a publicação dos capítulos. No entanto, não será esquecido.

Tenham um ótimo regresso à rotina e continuem a acompanhar, boo boos.

um beijinho,

Annie  

8 comentários

Comentar post