Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 2 - "Something to Talk About"

 Capítulo 2 - "Something to Talk About"

 

Quando o turno terminou, pelas 22 horas, passaram pelo drive-in do fast-food e só depois pela casa de Eric. Era Liam que conduzia pela auto-estrada até ao centro de Chicago. Como sempre, atolado de turistas, visitantes e moradores. Encontrar estacionamento não era fácil, acabando por seguir um atalho direccionado por Javier.

Entraram no bar. Havia dançarinas por todo o lado. Uma delas, chamou a atenção de Liam. Alison, pensou. Era impossível. Ela passa férias nos Hamptons - que são apenas as vilas mais luxuosas que conhece - não necessita de trabalhar à noite. Certo? Certo.

- Ali, o que fazes aqui? - Questionou Javier, olhando-a de alto a baixo. Um crop-top justo, uns calções de cintura subida e uns saltos pretos, era o que usava. Sim, continuava a chamar a atenção. - A que horas sais?

- Continua a sonhar, Javi - Respondeu entrando na brincadeira dos diminutivos. Limpou o balcão, mas sabia que continuavam a olhar para ela. Não gostava de dar nas vistas, mas havia algo que a intrigava naqueles três.

- Trabalhas aqui?

- Ainda há quem precise de ganhar dinheiro - Retorquiu de seguida. Liam reparou na sua pele, luminosa, muito bem maquilhada e na sua silhueta. Apesar de magra, era elegante. O cabelo louro, encaracolado. Ela era bonita. - O que vão querer?

- Tequila.

- Não não - Javier aproximou-se e, novamente, tentando impressionar em espanhol: - Yo quiero... mojito.

Riram todos com toda aquela encenação de Javier.

- A que horas sais? - Questionou Liam.

- Três da manhã - Disse entre um sorriso sedutor. Depois virou costas, deixando Eric a rir imenso.

- Impressionante - Comentou Javier, ainda olhando a Alison que se afastava. - Por que razão ela só responde às tuas perguntas?

- Porque tu és um descarado - Começou Eric. - Só lhe tiras as medidas.

- Ele também o faz!

- Eu não sou como tu...  - Aproximou-se do amigo, troçando, novamente - Javi.

- Talvez o faça, mas de uma maneira mais... - Eric continuava à procura da palavra.

- Discreta - Disse Liam, contemplando a rapariga que já dançava junto ao varão.

Os três continuavam a rir.

 

***

Tirou os saltos quando entrou, estafada. Mas satisfeita. Caminhou lentamente, de modo a não fazer barulho mas, de repente, as luzes acendem. Merda, pensou.

- Por onde andaste? - Ecoou a voz de Chad, seu irmão, na casa, praticamente vazia. Chad era de estatura igualmente alta. Tinha barba e andava pela casa com uma tshirt velha e uns calções azuis.

- Boa noite, para ti também - Cumprimentou com desdém.

- São cinco da manhã, por onde andaste?

- Estive com amigos. 

- Amigos?

Afirmou enquanto tirava o blusão. - Devias experimentar.

- Detesto ser o mau da fita, Al...

- Eu sei, Chad. Posso ir dormir agora?

- Ás onze horas vamos ver os Bulls - Informou enquanto Alison se afastava, sem querer saber. Devia ser a única americana que não se interessava por Basketball, muito menos pelo Chicago Bulls. - Com o Dave.

Deixou cair os pertences e voltou atrás, surpresa. - O Dave? Eu não tenho que ir... Eu... Eu não posso ir - Admitiu, assustada, agarrando-lhe na camisola. Teatral mas, convincente.

Chad explicou tudo. Encontrou-o, por acaso, na mercearia do bairro e como bons amigos que eram, a conversa fluiu e as memórias voltaram. - Não consegui mentir, ele lembra-se de ti. Lembra-se da minha irmã - Sentiu a contracção da rapariga, mas não ia deixar que nada acontecesse. Não desta vez. Abraçou-a.

- Não estou preparada.

- Estás.

 

***

 

Quando o Sol nasceu, ainda Alison se encontrava a dormir profundamente. Foi Chad que abriu as cortinas e a janela, obrigando-a a levantar-se. Não podia acreditar que já eram onze horas. Onze, não. Onze e um quarto quando chegaram ao estádio.

- Chad! - Saudou Dave, levantando-se da cadeira. Sábado era o único dia de descanso de Dave. Abriu os braços recebendo o amigo. - Meu grande amigo, Chad!

- Como estás, Dave? Este é o teu irmão?

- Sim, é o Liam!

- Olá, Chad - Saudou Liam, esticando-lhe a mão. Chad soltou um "ei" aborrecido que fez Liam ficar apreensivo.

- A tua irmãzinha não veio?

- Sim, foi só buscar batatas! Sou viciado em batatas - Afirmou, rindo-se. Chad lançou também um riso. Avistou-a logo. - Estamos aqui, Al - Gritou-lhe.

O sorriso de Alison foi se desfazendo à medida que tomava consciência que Liam, o simpático colega de turma, era o então, irmão do adorado amigo de Chad. Mas que bela manhã que ia ser!

- Lembras-te da Al?

- Olá.

- Dá cá um beijo, borracho - Pediu Dave, abraçando-a. Depois olhou-a, percebendo-se como o tempo passa rapidamente. Ela estava muito crescida. - Pensei que foss...

- Ela pintou o cabelo, à uns tempos atrás... Só para mudar - Antecipou-se Chad.

- Pois foi.

- Então, já conheces o borracho do meu irmão?

- Por acaso... - Iniciou Alison, sendo interrompida por Liam.

- Sim, já conhecemos - Trocaram olhares e depois Liam começou a andar, descendo as escadas. - Vou comprar nachos.

- Perdoa-o. Tem dias que está insuportável.

- É a culpa - Disse Chad. Sentaram-se. Quando Liam voltou o jogo já tinha começado.

Dave e Chad passaram mais tempo na conversa do que propriamente ver o jogo.

Nos minutos iniciais, Liam perdeu-se de olhares por Alison entre os seus nachos de queijo. Era interessante, observá-la. Tão inocente com o sorriso maroto. Provocadora com o corpo desenhado. Tentava procurar um motivo. Porquê não pensar mais nela? Bom, ela sentou-se no lugar dele.

Para Alison, verificava o telemóvel a cada cinco segundos, enquanto assistia a toda aquela cena adorável de amigos. Não imaginava o irmão tão amigo de alguém. Não se lembrava da sua boa disposição assim que falava com Chad. Ainda bem que isso mudou. Até porque, como, um dia, Chad lhe afirmou: "Querida Al, o mundo é um lugar horrível para não se ter um melhor amigo."

E não podia concordar mais.

 

 

Para acabar o fim-de-semana em grande aqui temos o segundo capítulo, espero que tenham gostado 😉

As personagens vão aparecendo no desenrolar da história, assim como a sua descrição. No capítulo passado observámos parte da vida social de Liam e o começo da trama, já neste conhecemos duas novas personagens, importantíssimas!

 

 

um beijinho,

Annie 

9 comentários

Comentar post