Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 20 - "Timing is Everything"

Capítulo 20 - "Timing is Everything"

 

I Wanna Hold Your Hand.

Sábado. Ouvindo a grande discussão vinda do quarto em frente, Ashley acordou sobressaltada e olhou ao relógio. Verificou o candeeiro. Já havia luz. Vestiu o robe e descalça dirigiu-se para o estreito corredor. A porta estava encostada e aí pôde ver o casal discutindo ferozmente. Robert vestia uma tshirt com uma camisa ás riscas desabetuada, umas calças de ganga gastas e uns ténis nike, decerto iria para as gravações. Não compreendeu bem o motivo da discussão, mas caminhava para um caminho azedo.

Decidiu intervir - Hey! Há quem tente dormir nesta casa, importam-se? - Olharam para a loira e continuaram a discutir, ignorando-se na totalidade. Enfurecendo-a, gritou: - Come on!

- Vou-me embora! Não vale a pena.

- Sim, vira as costas! É só o que sabes fazer quando as coisas estão difíceis! - Exclamou Andie.

- Que queres dizer com isso? - O silêncio era absoluto e talvez absurdo. Pegou na mochila e no guião e colocou-se de frente para a rapariga - Eu vou trabalhar! Sabes... trabalhar? - A interrogação era de tal modo irónica que Andie limitou-se a mandar a pasta do guião para o chão, espalhando-se assim folhas e mais folhas acabando por enfurecer mais o britânico.

Ashley apressou-se a juntar tudo e entregar a Robert depois pedindo-lhe: - Vai.

Ainda ouviu Andie resmungando sobre beber champanhe todas as noites e sobre um estúpido evento ao qual iriam - Talvez não tenha sido boa ideia nos juntarmos! - Sarcástica.

- Talvez tenhas razão! - Troçou enquanto bateu com a porta. Uns minutos mais tarde ouviu-se o carro do britânico a trabalhar e a afastar-se cada vez mais. A rapariga murmurou uns quantos palavrões enquanto se dirigia para a cozinha deixando ouvir-se completamente quando ligou a cafeteira. A loira reparou no resguardo em cima da cama. Abriu-o e ficou pasmada.

Ashley fora completamente ignorada naquela manhã, restou-lhe gritar do quarto como desabafo: - Obrigada!

 

 ***

- Eu estou cansada de mal entendidos - Desabafou a loira pegando no seu segundo Cappuccino. Estavam em Glendale, a famosa cidade de Paul Walker ou Jimmy Davis. Sentaram-se - A Andie e o Robert tiveram uma discussão feia esta manhã... ou melhor, madrugada! - Revirou os olhos.

- Porquê?

- Dinheiro? Champagne? Eu não sei, Kelly - A rapariga notou preocupação e apressou-se a procurar o telemóvel no bolso do casaco, satisfazendo a loira - Thank God, não tinha coragem para lhe ligar! Com a fúria desta manhã, aposto que metia a minha cabeça numa panela a ferver!

- Estou a ligar ao Rob - A reacção de Ashley foi instantânea. Um "o quê?" seguido de expressões mistas. - O Robert tem sido muito prestável nos últimos tempos, só estou a retribuir o favor...

- Não! Devias ligar à tua irmã. Primeiro - Fez sobressair este último termo arregalando os olhos.

Kelly revirou os olhos guardando o telemóvel na mala, o britânico não atendeu. - Só quero saber como está.

- Discordo na totalidade.

- Foi para isso que vieste?

- Desculpa.

- Porquê?

- Sou capaz de ser um bocadinho injusta, por vezes.

- Por vezes?

- Quero que sejamos amigas, outra vez - Abriu o fecho da sua mala e tirou de lá uma pasta cor-de-rosa enquanto ganhava coragem. - Eu piorei a situação... ao reagir daquela maneira.

Kelly deu o braço à loira, abraçando-a fortemente. - Eu nunca deixei de ser tua amiga.

- É por essa razão que quero que vás comigo a Nova Iorque - Kelly arqueou a sobrancelha já contando com o que vinha a seguir. - Quero ver o meu filho.

- Claro que sim, Ash - O sorriso foi inevitável.

Deixaram-se estar sentadas por largos minutos, contemplando a movimentação da cidade. A loira sacou do telemóvel abrindo a mais recente aplicação. Após ver as novidades no feed de noticias exclamou: - Os irmãos Jonas ofereceram um iate ao Zac Efron!

- Oh! - Exclamou. - Tenho saudades deles. Parecia tudo tão fácil quando estavam por perto. 

Após uma curta pausa, Ashley entreviu: - O que tens?

- Estava só a fazer uma retrospetiva da minha vida.

 

Há menos de dois anos, eu era uma medíocre. Conheci o meu ídolo e foi uma desilusão enorme. A minha irmã, que não era nada dessas coisas, apaixonou-se de uma forma louca por ele. Ambos tentaram resistir, em vão. Acho que sempre fui um entrave na relação deles, mas agora, eles estão juntos. Eu e o Robert temos uma relação de amizade, ele partilha segredos comigo. Tenho amigos de verdade. Los Angeles mudou a minha vida, A Cidade dos Anjos. A nível amoroso sempre fui o desastre total. Conheci o Ethan e dei-lhe tudo o que tinha. Agora, ele deixou-me e dorme com a primeira que lhe aparece à frente. Los Angeles mudou a minha vida, A Cidade dos Anjos.

 

Ashley não comentou, fazendo a sua própria retrospetiva.

 - Bom, tu conheces a minha história.

 

 

Sofri bastante, é verdade. Recompus-me e cheguei até aqui. Entrei na Academia e tenho-me esforçado imenso por bons resultados. Também trabalho em part-time numa loja de roupa em segunda mão, o que dá para as despesas. Olhando para trás, estou orgulhosa do caminho que tomei.

 

Na verdade, nenhuma das duas podia pedir melhor. Não há sítio melhor para recomeçar. Tal como Andie um dia lhes dissera.

 

***

Nate

- Oh! Ethan, estou correta?

O moreno rapidamente se levantou e cumprimentou Claire. - Olá! Como tens passado?

Estava acompanhado por uma rapariga. Não gostou do seu ar. Bastante íntimos pareceu a Claire, que estranhou. Apesar de afastada, considera que Kelly namora Ethan.

- Ocupada. A faculdade ocupa-me o tempo todo!

- Em que campus estás?

A rapariga foi interrompida pela outra. - Queridinho, vou andando. Mandas-me mensagem depois?

Revirou os olhos, assistindo a toda aquela cena desprezível com Ethan desfazendo-se em sorrisinhos, mas depois continuou: - UCLA. 

O dia também estava agitado no centro da cidade. Apinhado é a expressão mais correta. Com a aproximação da tempestade, foi dado alerta para todos ficarem em casa nos próximos dias, o que gerou a habitual corrida de última hora aos supermercados que acabava por tornar o trânsito lento e aborrecido. Daí a preferência por Claire ao caminhar.

- Também foste expulsa... na outra noite?

Ficou surpresa. Estaria a referir-se à noite do aniversário de Zac? - Sim. Como sabes?

- Pareceu-me ver-te quando estava a chegar. Eu também fui.

Seguiu-se alguns risos. Que situação ridícula.

- Por motivos diferentes, suponho. Tu e Kelly?

- Já não existe "eu e Kelly".

- Queres um conselho? - Ethan arqueou a sobrancelha, desconfiado. - Tu podes fechar os olhos perante as coisas que não queres ver, mas não podes fechar o teu coração para as coisas que não queres sentir.

Ficou pensativo, afinal Claire pouco ou nada sabia da situação. O seu sentido de oportunidade fora fantástico. Continuou o seu caminho lentamente, deixando Ethan para trás. Encostado ao degrau, não deixava de pensar como tudo aconteceu. Não havia tempo para retrospetivas, tinha de ir para a Academia. 

Timing is everything. Não o desperdices com coisas insignificantes.

 

um beijinho,

Annie 

9 comentários

Comentar post