Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 6 - "Unmasked."

Capítulo 6 - "Unmasked."

 

- Está tudo bem?

Decidiram entrar, assustando Claire que deu um enorme salto. - Já não se bate à porta? Eu sei que somos muito amigos e tudo mais, mas boas maneiras nunca se perdem.

- Ei, acalma-te - Pediu Robert, fechando a porta - Nós ouvimos a conversa. O que se passa? O que é que nos estás a esconder?

- Foi apenas uma discussão - Bloqueou o telemóvel e colocou-o em cima da cama lançando um sorriso de despreocupação - Não deviam estar em casa a dormir ou a fazer qualquer coisa do género?

"Claire! Chega cá abaixo, a tua mãe está com dificuldades com o computador!"  - Estou a ir! - Gritou saindo imediatamente do quarto. Robert agarrou no telemóvel, começando a mexer de imediato.

- Que estás a fazer? Larga isso! - Zac estava assustado. Robert colocou o indicador na frente dos lábios fazendo um "shiu". O amigo entendeu logo o que se estava a passar. Ficou de vigia à porta - Ela vai-nos matar.

- Tem as últimas chamadas bloqueadas, damn - Desabafou nervoso enquanto Zac não parava de falar - Cala-te! Algo se passa, só consigo ajuda-la ao saber a situação toda. É para o bem dela - Queria descobrir o tal número com que Claire esteve a discutir.

- Sei lá eu! Tenta 11111, é o que toda a gente mete ou 12345 - Não tirou os olhos da porta, mas já ouvi-a Claire. - Hurry up!

- Liga à Andie! - Levou a mão à cabeça, ensopando o suor - Só temos mais uma oportunidade.

- Come on, Ands! - "Andie? Finalmente! Qual é o código do telemóvel da Claire? (...) É impossível zangar-me contigo! Pensa! (...) 90210. De certeza? (...) Agradecido! Volta a dormir. (...) Também te adoro - Desligou a chamada e deu olho nas escadas. Falso alarme. Tudo calmo. Olhou para o amigo, mais ansioso do que anteriormente.

O britânico sorriu, colocando o telemóvel em cima de cama, novamente - Feito. Mandei-te o número.

Saíram do quarto, apanhando Claire já nas escadas. "Mesmo a tempo", pensou Zac. Lembrou-se de uma situação parecida em casa de Robert, quando Andie entrou lá ás escondidas e por um triz não foi apanhada. As melhores memórias, quem não se lembra disso?

- Bom, tu estás mesmo bem, certo? - Perguntou Robert aproximando-se da amiga. Acenou com a cabeça, afastando-se. Seguiu o seu caminho, e continuaram a descer as escadas - Adeus, Sr e Sra Miller, até à próxima!

- Adeus, rapazes! - Despediram-se os pais de Claire. Entraram para o carro de Robert e olharam para o número. 

***

 

- E agora? - Questionou Robert.

- Tu é que tiveste a ideia, pensei que tinhas algo em mente, não é? - Troçou Zac mas, o britânico não estava para brincadeiras - Eu não sei, mas se calhar devíamos ligar.

- Sim, claro Zachary e dizemos o quê? - Ironizou Robert revirando os olhos. Talvez estivesse. Conduziu uns quantos metros, ambos calados afogados em pensamentos nocturnos.

- Eu não sei, vamos dormir, faz-se tarde - Guardou o telemóvel no bolso. Não poderia deixar de apreciar como Los Angeles era uma bela cidade. As luzes foram um sinal de esperança. O amigo travou bruscamente.

- Dormir? Com todos estes problemas? Nem pensar! - Exclamou Robert, ficando seguidamente muito sério. Tirou o cinto e colocou o carro em segurança - Tu não podes ir viver para outro lado - Zac revirou os olhos e abriu um pouco da sua janela. Estava exausto. Andie disse-lhe a mesma coisa - Ouve bem. És o meu melhor amigo e, nós vamos resolver tudo. Como sempre resolvemos. Temos uma vida pela frente ainda! Não te dês como derrotado só porque a tua relação com a Van acabou. Pensa no meu caso... Depois de tudo o que já passei, estou com a Andie. Bom, irei estar, se a irmã dela não me matar até lá...

- O que é que eu vou fazer se ficar cá?

- Sabes que este trabalho é sazonal. Vão aparecer propostas mais tarde ou mais cedo... E até lá, tens-me a mim. E Los Angeles! O que poderias pedir mais? - Estava a convencer Zac. Voltava ao trabalho no máximo daqui a duas semanas e não suportava ver todas as pessoas abaladas - Amanhã vou falar com a Andie. Contar-lhe tudo e, após isso, decidimos o que fazer.

O britânico estava mesmo a esforçar-se o que levou Zac a concluir: - Talvez fique - Assentiu e, pelo caminho, Robert desabafou. Estava na altura de tornar a sua relação publica. Restava saber a opinião de Andie. Estacionou. O amigo saiu do carro. Pensativo, acenou - Às ordens, parceiro.

 

***

Stay Here Tonight

 

Robert não pregou olho a noite inteira. Ainda de madruga procurou pela sua outra metade. Permaneceu no carro até Kelly sair e, depois dirigiu-se à porta onde se sentou sem tocar à campainha. Mais cedo ou mais tarde iria sair, certo?

Era quase meio-dia quando Andie abriu a porta para ir buscar o jornal. Ainda de pijama adorável e ensonada, era impossível não reconhecer a sua figura - Robert? És tu?

- Babe? - Levantou-se e aproximou-se de Andie passando-lhe a mão na cara e, seguidamente lhe dando um enorme e ofegante beijo nos lábios.

 

Fica por aqui o capítulo 6. Como vão os dois amigos resolver a situação? E quanto a Claire, como ficarão as coisas? Estará mesmo bem? O que achaste desta visita inesperada de Robert a Andie? Como vai reagir?

 

Espero que tenham gostado! Entusiasmada pelo próximo capítulo?

Inúmeras surpresas, não percas!

 

um beijinho,

Annie 

13 comentários

Comentar post