Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Tower of Writing

you will never guess her secret...

Capítulo 26 - "Keep Going"

Capítulo 26 - Keep Going

 

julianne hough

Janeiro decorria solitário. O sol de inverno aquecia os dias frios. Para Liam, as aulas na faculdade arrastavam-se. No seu ramerrão, simples, contínuo, como um rio claro, sem história. O melhor dos seus dias, era Alison, claro.

Quinta-feira. Avistou a rapariga, sozinha, como era habitual, numa mesa redonda, na biblioteca da faculdade. Estava tão concentrada no estudo que só deu pela chegada de Liam, quando este já estava mesmo ao seu lado.

- Olá! - Ela saudou, muito bem disposta. Liam, esticou-lhe um pequeno e simples ramo de rosas, que escondia nas suas costas. Fez-a corar. Agarrou-o, cheirando o agradável aroma. - Obrigado.

Liam sentou-se, aproximando-se de Alison, que não escondia o seu sorriso. - O que é, miúda?

- Tenho uma novidade. A Hayley ligou-me. Está interessada em se encontrar comigo, este fim-de-semana, para conversarmos...

- Queres que vá contigo? 

- Podes vir, claro.

- Mas...?

- Já não sinto medo, Liam... Ou vergonha - Ela disse, agarrando-lhe as mãos. Alison esteve parada na tempestade. Mas agora, estava pronta. - Ela já sabe quem eu sou, não há que ter medo... Vou contar-lhe a verdade, se ela perguntar. Tu ajudaste-me a ultrapassar... E o meu coração...

Liam interrompeu, pouco confiante. - O teu coração... As feridas do teu coração... Não vão sarar se tu continuares a remexer, a abrir a ferida. 

A loira ficou em silêncio, que se alastrou, entre ambos. - Liga ao Javier...

- Por quê? Estou assim tão irritante?

- Para saberes como está, onde está, se os pais se vão divorciar...

- Alison...

- Desculpa ter duvidado de ti - Ela disse logo, não o deixando falar. - Como é que fui capaz de pensar que o Javier, o teu amigo, irmão, seria capaz de contar o meu segredo? Não sabemos quem contou à Hayley, as hipóteses nem são muitas, mas o Javier não foi... É por isso que tens de ligar... Por que sinto que foram as minhas dúvidas que causaram essa briga...

- Não foram...

- Eu amo-te - Ela disse-o, depois de suster a respiração. Deixou o ar sair e ajeitou o ramo de flores. Liam parecia surpreso. Mas era a verdade. Ela amava-o. Sem principio e sem fim. Apenas de uma maneira que uma rapariga pode amar um rapaz. Então ela disse-o.

Pela primeira vez.

 

***

gif and sam claflin image

- Olá, Alison... Liam, tudo bem? - Eric aproximou-se de repente. Liam e Alison afastaram-se um pouco, e a loira fechou os seus cadernos. Já Eric, mantinha as mãos nos bolsos, nervoso. - Espero não estar a interromper nada...

- Que se passa, Eric?

Sentou-se, mesmo não sendo convidado. Encontrava-se perturbado, com a barba por fazer, tamboleando com os dedos opressivamente. - Eu ia ficar de boca fechada. Já temos problemas suficientes, eu e o Javier, principalmente, e não queria arranjar mais. Mas, tenho pensado muito nisso, nessas almas irrequietas por atenção... Já não sou uma delas. A vida é tão curta... Não quero chegar ao meu próximo aniversário, sem ter as coisas resolvidas com ele... Onde é que ele está?

- Há duas semanas que não falo com o Javier, não posso ajudar-te.

- O que lhe vais dizer? - A pergunta de Alison fez Liam bufar. Por que é que hoje ela tinha de estar tão simpática? Especialmente para Eric? Continuava o mesmo cretino de sempre e, duvidava, mesmo com a ajuda de Alison que fosse mudar. Olhou-a. Ela queria tanto ajudar Eric. - Por que... Não faz sentido estarem sempre na disputa. Ele magoa-te. Tu magoas-o de volta. Achas isso bem? Qual é o objetivo? Talvez um dia encontrem uma maneira de se perdoarem mutuamente, mas não vai ser como era dantes... Por que essa dor... Nunca vai verdadeiramente embora. 

Eric ficou pálido de surpresa, olhando para a loira.

- Sentes-te bem? - Alison perguntou.

- Eu... Eu não consigo... Fingir que não sei de nada... Por que, eu estive lá, e depois, em vez de lhe enfiar um shot abaixo para a calar, virei costas. Tu és tão boa... Quer dizer, eu amei aquela rapariga e, fico, estúpido com as atitudes dela... Calores doentios... A merda de uma vingança, como forma de vida...

- Do que estás a falar?

- Foi a Wendy. A Wendy contou à Hayley, nas férias do Natal... Sobre ti. Alexis.

 

 

A Parte II está mesmo a terminar e eu ainda nem acredito... Será que vamos ficar por aqui?

Espero que tenham gostado e boa semana 🥰

 

 

 

um beijinho,

Anna.